Eventos

Exposição individual “Pincéis de Aço"

Rua Cláudio Manoel, 1185, Funcionários - BH

Galeria de arte do PIC da Cidade

Entrada Franca

dia 21 de novembro até 21 de janeiro


“Minha pintura não é essencialmente temática, embora sempre haja um título para ela. Considero a imagem o tema principal, e deve ser trabalhada para se obter um efeito plástico que irá surpreender e encantar o observador”.

É assim que o artista plástico Luiz Jahnel apresenta suas obras, numa carreira sólida construída ao longo de quase 20 anos dedicados exclusivamente à pintura, evoluindo com a técnica do espatulado raspado. Essa técnica consiste basicamente em aplicar a tinta com espátulas de pintura (pincéis de aço), e então raspá-la para retirar o excesso. Com isso são criadas variações tonais pela sobreposição de várias camadas de cores. O resultado é uma pintura lisa com uma forte textura visual.

“Comecei a utilizar essa técnica com a tinta acrílica, que exige uma trabalhosa preparação da tela; passei depois para a tinta a óleo, mais fácil de ser aplicada, mas com menos textura visual. Agora estou trabalhando com o pastel oleoso, puro ou com tinta a óleo. A espátula raspa, desenha e busca a luz pela retirada da cor”, destaca.

Segundo o artista, cada material utilizado produz um efeito diferente, por isso ele mesclou na mostra seus trabalhos mais recentes com alguns mais antigos, realizados com a tinta acrílica.

É esta coletânea que ele apresenta na exposição individual “Pincéis de Aço”, que será aberta no dia 21 de novembro, (terça-feira), às 20h, na galeria de arte do PIC Cidade (Rua Cláudio Manoel, 1185, Funcionários).

“A pintura não pode ser inocente ou leviana. Cada trabalho é uma busca constante pela imagem artisticamente (não formalmente) perfeita, inicialmente apenas vislumbrada pelo autor. Nunca consegui chegar nem perto dessa perfeição, mas, ao percorrer o caminho vou me defrontando com as maravilhas que só a arte pode nos mostrar. Assim, como o escritor inebria o leitor com palavras, o músico com notas musicais, o pintor o faz com a imagem”, completa Luiz Jahnel.

Sobre o artista

Luiz Jahnel nasceu em São Paulo e tornou-se mineiro de coração. Foi da Marinha do Brasil e descobriu as artes após aposentar-se. Participou de exposições coletivas e individuais em Minas Gerais, Distrito Federal, São Paulo e até Dubai (Emirados Árabes). Recebeu premiações em exposições e salões no Rio de Janeiro e Distrito Federal. Na área literária tem 12 livros ilustrados, entre eles “Depois do Arco Íris”, de Elza Aguiar Neves; “O Mundo que eu Vejo”, de Luiz Antônio Aguiar; “O Desafio de Escolher”, de Sidnei Berna e “A Caverna e o Forno”, de Rubem Alves.


Selecionamos os melhores fornecedores de BH e região metropolitana para você realizar o seu evento.