Notícias

MUITA ÁGUA PARA REFRESCAR E LAVAR A ALMA

Na falta de mar em Minas, confira dez cachoeiras são refúgio perfeito para aplacar o calor do verão

Está aberta a temporada de calor e os belorizontinos que buscam uma opção rápida e relaxante para se refrescar e, porque não, lavar a alma neste verão, tem programa garantido nas belas cachoeiras que cercam a capital mineira. Bom mesmo seria ter um refresco assim sem nem sair da cidade, juntando os amigos para curtir uma boa queda d’água, mas as cidades vizinhas garantem ao menos um bom passeio de bate e volta.

Aqui listamos dez cachoeiras que são uma boa pedida para os dias de sol:

- Cachoeira da Ponte: uma das mais procuradas em Macacos, a cachoeira tem quedas d´agua e piscinas naturais cercadas por bancos de areia. O acesso é fácil e feito por estrada de terra.

- Cachoeira do Poço Encantado: bem pertinho de Belo Horizonte, a cachoeira está localizada em Nova Lima e o acesso é feito por uma trilha de 13 quilômetros, com dificuldade moderada, pelo condomínio Retiro das Pedras. É recomendável usar GPS, uma vez que o acesso não é bem sinalizado.

- Cachoeira da Ostra: localizada em Casa Branca, distrito de Brumadinho, a cerca de 30 quilômetros da capital. Tem queda de 10 metros, mas exige animação e fôlego na caminhada que dura entre 40 minutos e 1h.

- Cachoeira Santo Antônio: localizada na divisa entre Sabará e Caeté, a cerca de 50 quilômetros de Belo Horizonte, no distrito de Morro Vermelho. Chegando ao distrito, são 9 quilômetros até a cachoeira em estrada de terra, sendo que o último quilômetro deve ser feito a pé.

- Cachoeira Grande: uma queda de dez metros que se forma no Rio Cipó, a 100 quilômetros de Belo Horizonte. O acesso à cachoeira é logo na entrada da Serra e tem infraestrutura de estacionamento e trilha leve de 1 quilômetro até o ponto de queda.

- Véu da Noiva: uma das mais conhecidas da região, tem queda de 70 metros e uma grande piscina natural. Está localizada dentro de uma área de camping e tem cobrança de R$ 22 na entrada. Conta com infraestrutura de banheiro e bar para deixar ainda mais confortável o passeio.

- Cachoeira dos Namorados: acesso pela rodovia MG-129 e tem nível de dificuldade médio, sem obstáculos e declives.

- Cachoeira do Macuco (ou Alta): está localizada no distrito de Itabira e tem 110 metros de altura. Muito procurada também por praticantes de esportes de aventura, é uma das mais bonitas de Minas e fica a 95 quilômetros da capital. É cobrada taxa de R$ 10 e o visitante conta com estrutura de estacionamento e bar.

- Cachoeira da Boa Vista: também na região de Itabira e uma queda d’água com 60 metros de altura, a cachoeira forma piscinas naturais e corredeiras. Seu acesso está a 10 quilômetros do distrito de Senhora do Carmo e fica em propriedade particular, sendo necessária companhia de um guia local para aproveitar seus atrativos. Há ainda boa infraestrutura de pousadas próximas para quem quiser curtir a região.

- Cachoeira do Paiolinho: está a 60 quilômetros de Belo Horizonte, em Moeda, com acesso pela BR-040 no sentido Rio de Janeiro. Tem queda de 10 metros e um poço de águas claras. É uma das mais visitadas na região e para se refrescar é cobrada taxa de R$ 8 e quem quiser acampar R$ 15.

Selecionamos os melhores fornecedores de BH e região metropolitana para você realizar o seu evento.