Notícias

Espetáculos da cena nordestina e trabalhos que discutem sexualidade e gênero estão em cartaz em mais uma semana de FIT-BH

De segunda (17) a quarta (19), serão apresentados sete trabalhos nacionais e internacionais, e tem programação para todas as idades

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, e o Instituto Periférico promovem a 14ª edição do FIT-BH. No início desta semana, o festival recebe, de segunda (17) a quarta (19), espetáculos que jogam luz sobre um teatro plural e diverso em linguagem e temáticas, praticado no Brasil e exterior. A programação completa está disponível nas redes sociais e no site oficial do Festival www.fitbh.com.br.

Este projeto é incentivado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura e pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, com o patrocínio do Instituto Unimed-BH e da Cemig; parceria da Caixa e apoio cultural Sebrae, Sesi - Museu de Artes e Ofícios, Sesc MG e Pro Helvetia - Fundação Suíça para a cultura. Realização: Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, Cirq e Instituto Periférico.Incentivo: Ministério da Cultura e Governo Federal.

Buscando reverter a concentração de trabalhos do sudeste em festivais, o FIT-BH traz sete dos onze espetáculos nacionais oriundos das regiões norte e nordeste do país, colocando em questionamento a identidade que se projeta para tais localidades. Exemplo disso é "A Invenção do Nordeste", do Grupo Carmin, que estará em cartaz no Teatro Francisco Nunes. Do Piauí vem "Batucada", concepção de Marcelo Evelin que integrou a abertura oficial do FIT-BH e que agora conta com apresentação no Espaço Itambé 200.

De Salvador (BA), onde reside, a paulistana Musa Michelle Mattiuzzi, "Merci Beaucoup, Blanco", traz ao festival uma reelaboração das lutas políticas negras através de uma estratégia poética na performance, que poderá ser vista no Teatro de Bolso Sesiminas. Outro espetáculo que evidencia uma luta contra formas de destituição da fala produzindo outros corpos é "Isto é um negro?", do coletivo Chai-Na, de São Paulo, que pode ser visto na Sala João Ceschiatti do Palácio das Artes.

Dentre os espetáculos internacionais, o FIT-BH traz nestes dias o teatro de bonecos "Simón El Topo" (Peru), que promove um olhar sobre diversidade sexual para o público infantil, em cartaz no Teatro Marília. E o Cine Theatro Brasil Vallourec recebe do Chile a peça "Donde vivem los bárbaros", que mostra como um encontro familiar entre primos que há anos não se viam pode se transformar numa madrugada terrível. A barbaridade também está no cerne de "Chorar os Filhos" - com duração de 20 horas. Performance da mineira Nina Caetano, que está na Mostra Nacional, costura em uma mortalha textos e falas de mães que perderam seus filhos e filhas em operações policiais e que não obtiveram esclarecimento do Estado ou punição dos criminosos.

Outro trabalho mineiro que pode ser visto nestes dias é "A Santa da Capital", que oferece à plateia uma surpresa sensorial e narrativa a cada cena, ocupando e ressignificando espaços urbanos. O espetáculo da Cóccix Companhia Teatral, selecionado via edital, estará em cartaz no Arquivo Público Mineiro.

PROJETOS ESPECIAIS

De segunda (17) a quarta (19), o festival 2018 também promove ações especiais como oficinas, palestras, sessões de leitura, ciclos de conversa, intercâmbios, residências artísticas, exposições e o Memória FIT, um conjunto de exposições trazendo a memória de alguns dos espetáculos locais que fizeram parte da história do Festival - ao todo serão cerca de 30 grupos participantes. Em cada uma das exposições, serão apresentados objetos, figurinos, cenários e registros que procuram resgatar em cada espectador a memória de cenas e momentos vivenciados na trajetória do FIT. As exposições serão exibidas durante todo o festival no Espaço e no Teatro Francisco Nunes, no Centro de Referência da Juventude (CRJ), no Mercado das Flores, no MIS Cine Santa Tereza, no Point Barreiro e na Exposição “13 vezes FIT” - Memorial Minas Gerais Vale.

 

Selecionamos os melhores fornecedores de BH e região metropolitana para você realizar o seu evento.