Notícias

Fundação Clóvis Salgado realiza a Série CONCERTOS NO PARQUE, apresentando trechos da ópera PORGY AND BESS

Evento marca a abertura do 9º Festival de Arte Negra-BH

A Orquestra Sinfônica e o Coral Lírico de Minas Gerais, com regência de Silvio Viegas, realizam mais uma edição da série Concertos no Parque, que vai marcar a abertura oficial do 9º Festival de Arte Negra – FAN-BH. A realização desse evento no Parque Municipal é uma parceria entre o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Fundação Clóvis Salgado, e Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura.

Serão executados trechos da ópera Porgy and Bess, do compositor George Gershwin, com participação dos solistas Luiz-Ottavio Faria, no papel de Porgy, e Marly Montoni, interpretando Bess, entre outros. Porgy and Bess é a nova produção operística da FCS, com temporada prevista para o período de 21 a 31 de outubro, no Grande Teatro do Palácio das Artes.

Convidado pela FCS para a direção cênica, Fernando Bicudo optou por adaptar Porgy and Bess, trazendo a trama para os dias de hoje. Na concepção de Bicudo, “Porgy and Bess” muito se assemelha à realidade de vida de comunidades pobres de nossas grandes cidades.

Esta é a mais aclamada ópera americana e uma de suas atrações é que a partitura combina a rica musicalidade da ‘black music’ (blues, negro spirituals e jazz) com uma roupagem sinfônica popular. Muitas canções atuais de sucesso foram extraídas de Porgy and Bess e gravadas por grandes cantores de jazz e blues, sendo Summertime a mais conhecida.

9º FAN-BH – O Festival de Arte Negra – FAN-BH 2017, realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura, acontece de 15 a 22 de outubro. A abertura oficial será durante a Série Concertos no Parque com trechos da ópera Porgy and Bess, cujo elenco é formado por cantores negros brasileiros.

O tema da edição 2017 do evento é FAN Mulher e terá o protagonismo das mulheres negras como eixo central. Os 120 anos de Belo Horizonte e as iniciativas culturais e políticas de valorização da cidade serão celebradas, com destaque para a dimensão do gênero.

A homenageada desta edição é Joaquina Maria da Conceição da Lapa, a Lapinha. Trata-se da primeira cantora lírica negra brasileira de que se tem registro, e que atuou também fora do brasil, na virada do século 18 para o século 19.

O FAN-BH pretende reunir várias ações artísticas e culturais, de modo a destacar o empoderamento da mulher negra em várias partes do mundo, com foco no continente africano, no Brasil e em Belo Horizonte. Este também é o terceiro ano da Década Internacional de Afrodescendentes, instituída pela ONU.

Foto:Paulo Lacerda

Selecionamos os melhores fornecedores de BH e região metropolitana para você realizar o seu evento.