Notícias

É adepto de uma alimentação saudável?

Só no Mercado Distrital do Cruzeiro, na região Centro-Sul da capital mineira, por exemplo, há quatro lojas

Pesquisa do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), em parceria com a Brain - Bureau de Inteligência Corporativa - revela que um em cada cinco brasileiros já consome algum alimento orgânico no país. Esses produtos são livres de agrotóxicos e outras substâncias químicas, além de serem cultivados mediante análise do solo e da água, o que aumenta a segurança do consumidor. Também obedecem as estações do ano, ou seja você só vai encontrar um determinado item apenas em seu real período de safra

Ainda segundo o levantamento a ingestão de orgânicos — entre quem tem esse hábito — acontece, em média, três vezes por semana. Frutas, verduras e legumes são os itens mais vendidos do setor, que oferece também cosméticos e roupas, entre outros itens.

Se você faz parte deste grupo ou então tem procurado uma alimentação mais saudável, em Belo Horizonte existem locais específicos onde é possível comprar orgânicos. Só no Mercado Distrital do Cruzeiro, na região Centro-Sul da capital mineira, por exemplo, há quatro lojas. Saiba quais são:

NÉCTAR DO SERRADO

A loja tem cerca de 200 itens, entre méis, arroz, feijão, temperos, farinhas, legumes, frutas e hortaliças. O empresário Cássio Avelino, proprietário do estabelecimento, afirma trabalhar apenas com itens certificados por auditoria e fornecedores da agricultura familiar, associações e cooperativas. “Aqui em minha loja não entram produtos das grandes empresas. Gosto de privilegiar os pequenos produtores”, enfatiza.

Entre os fornecedores do Néctar do Serrado estão uma fazenda da Serra da Mantiqueira, que produz azeitonas e azeites orgânicos; e indústrias da agricultura familiar no Paraná e no Rio Grande do Sul, que fornecem feijão, arroz e diversos tipos de trigo, entre outros produtos. Há ainda fornecedores de cidades da região metropolitana de Belo Horizonte, como Contagem, Rio Manso, Capim Branco e Pedro Leopoldo.

REFORMA AGRÁRIA

Segundo o proprietário, Marcelo Francisco da Silva, a loja reúne mais de 100 produtos agroecológicos, produzidos por assentados de reforma agrária em todo o estado de Minas Gerais sem a utilização de agrotóxicos. Fazem parte do casting da empresa, desde verduras e doces a alimentos processados. A média de preços varia de R$ 2 a R$ 50.

Entre os produtos mais diferenciados estão a farinha e a raspa do buriti. A primeira, de Montes Claros, no norte de Minas, não tem corantes nem conservantes. “Ela pode substituir a farinha de trigo e tem um sabor mais azedo”, completa Marcelo. Já a raspa é usada no preparo de vitaminas, sucos, além de entrar na receita de tira-gostos e em cremes para serem degustados com queijos.

A Reforma Agrária funciona de terça-feira a sábado, de 7h30 às 17h/18h, conforme o movimento do dia.

Foto: Daniel de Andrade

Selecionamos os melhores fornecedores de BH e região metropolitana para você realizar o seu evento.