Notícias

“QuiQuinho e PioPio”, de Carolina Resende e Bruna Lubambo, revisita a tradição do cordel em lançamento da Aletria

Texto segue o formato das quadrinhas e é ilustrado com gravuras baseadas no mesmo estilo daquelas apresentadas nos folhetos de cordel

Com lançamento neste sábado (23), às 11h, num evento online a ser transmitido no YouTube e no Facebook da Aletria, “QuiQuinho e PioPio – cordel do acordo feito e firmado entre menino e passarinho” traz uma história divertida e muito inspiradora. Imagine só que num belo dia se concretizou uma encantadora parceria entre um menino e um passarinho – igual ainda não se viu. Um passa a compartilhar com o outro suas aventuras e, assim, cada um soma novas experiências e perspectivas.

Escrito por Carolina Resende e ilustrado por Bruna Lubambo, o livro nos apresenta essa amizade a partir de um texto construído em quadrinhas, que é uma das rimas praticadas na escrita de cordel. As imagens também são fiéis à tradição, inclusive no uso das cores, predominantemente o preto e o amarelo. Durante a transmissão deste sábado (23), o ator e escritor Marcelino Ramos Xibil vai contar as peripécias vividas pelos dois personagens, destacando o ritmo típico da literatura de cordel.

Carolina recorda que o mote para criar os primeiros versos veio de sua relação com o Francisco, filho da produtora e revisora Mariana Gouveia Elian. “O Francisco ama e é fascinado por passarinhos, e o meu convívio com ele era pouco, porque eu moro no Rio de Janeiro e a Mariana em BH. Então, passados os momentos dos encontros, eu ficava ainda encantada pela alegria e pelo olhar da criança”, diz a escritora.

Foi a partir daí que Carolina começou a produzir uma história baseada na relação de um menino com um passarinho, e que a princípio seria depois presenteada ao Francisco. “Mas a Mariana gostou tanto da ideia que me incentivou a fazer um livro”, completa a escritora. Em seguida veio a ideia de convidar a Bruna, artista que ficou entre os cinco finalistas indicados ao prêmio Jabuti, em 2020, na categoria ilustração. “Eu já conhecia a Bruna, acompanhava e gostava do trabalho dela”, dis Carolina.

As três, assim, elaboraram uma campanha de financiamento coletivo que foi lançada em junho de 2021 na plataforma Benfeitoria. “Nós ainda não tínhamos todas as ilustrações, mas as pessoas gostaram e acreditaram no projeto”, celebra Carolina. “QuiQuinho e PioPio” foi atraindo atenção, e Bruna recorda ter gostado do projeto desde o início. “Eu gosto muito do elemento da oralidade na literatura de cordel, então aquilo me inspirou bastante. E eu também já vinha num processo de trabalhar com xilogravura e linoleogravura, o que me fez curtir ainda mais essa experiência. E eu tive uma liberdade muito grande de criar”, relata a artista.

Um dos diferenciais da edição de “QuiQuinho e PioPio” é que o livro acompanha um livreto com a mesma história, mas no formato tradicional dos folhetos de cordel. Eles foram impressos nas cores azul, amarelo, verde e rosa, que também são as tonalidades de papel mais usadas pelos cordelistas para imprimir seus versos.

A beleza do texto, das ilustrações, do projeto gráfico atraiu a editora Rosana de Mont’Alverne, que também destaca alguns dos temas presentes na obra. “Acho que não há nada mais urgente do que fazermos acordos como esse entre um menino e passarinho. Nós estamos atravessando um momento de crise climática e ambiental. Neste ano, já vimos tempestades de areia aqui no Brasil, e eu acredito que essa história pode contribuir para nos conscientizarmos de outras relações que podemos ter com a natureza”, ressalta Rosana.

Durante o lançamento online, além do bate-papo com as autoras, mediado pela produtora e revisora Mariana Gouveia Elian e da contação de histórias de Marcelino Xibil Ramos, vai haver também uma brincadeira. Thiago Miyamoto vai ensinar ao vivo como se faz um marcador de páginas seguindo a técnica das dobraduras em papel.

Saiba mais sobre as autoras:

Carolina Resende:

Quando pequena, quase não vingou: dizem que foi salva pelo leite de cabra. Há divergências sobre essa versão da história. Nascida e crescida em Barbacena, Minas Gerais, morou por alguns anos na capital, Belo Horizonte, e por um tempo menor em Campina Grande, na Paraíba. Antes disso, morou em Viçosa, Minas Gerais. Veio de lá a amizade com a Mari - quem fez multiplicar o amor com Francisco, seu filho. Atualmente mora no Rio de Janeiro, cidade e estado.

Esta é a sua primeira publicação livre. Até então, escreve como estudante e como profissional autônoma. Atua em projetos de Comunicação, Cultura, Educação e Desenvolvimento Social. É graduada em Comunicação Social pela UFMG, tem especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Fiocruz e é mestranda em Informação e Comunicação em Saúde pela mesma instituição.

Bruna Lubambo:

Nascida em São Paulo, filha de pernambucanos. Bruna foi criada no interior de Minas Gerais, na cidade de Timóteo. Hoje, ela trabalha como ilustradora e escritora. Divide sua atenção também com seu filho miúdo, com quem sempre aprende novos jeitos de desenhar.

Sua formação como artista visual é informal, conheceu as linguagens da gravura, serigrafia, desenho e pintura em cursos e oficinas livres pelo Brasil. Para ilustrar QuiQuinho e PioPio, Bruna utilizou a técnica da linogravura, uma espécie de xilogravura que utiliza placas de linóleo ao invés de placas de madeira. Em 2020, Bruna foi selecionada entre os 5 finalistas do Prêmio Jabuti (categoria ilustração). Em 2021, seu livro Dentro de Casa (Ed. Aletria) recebeu o Selo Cátedra UNESCO de Leitura Puc-Rio. Pela Aletria, Bruna também ilustrou O Conto do Rouxinol em cordel, livro que recebeu o Selo Altamente Recomendável pela FNLIJ.

Serviço: Sábado, 23/10, às 11h – Lançamento de “QuiQuinho e PioPio – cordel do acordo feito e firmado entre menino e passarinho”, de Carolina Resende e Bruna Lubambo.

No YouTube e no Facebook da Aletria.

Link da live: youtu.be/naG3AKxlBb0

Selecionamos os melhores fornecedores de BH e região metropolitana para você realizar o seu evento.